Quem sou eu

Consultor em Projetos e Sistemas de Saúde Pública e Privada. Administrador Hospitalar. Jornalista Profissional. Escritor. A experiência nestas atividades técnicas na área de saúde e como escritor, remontam a uma época de mais de trinta anos de vida.

terça-feira, 15 de agosto de 2017

DIMINUI DRASTICAMENTE NÚMERO DE ATENDIMENTOS DE PACIENTES DA TRAUMATO ORTOPEDIA NO HOSPITAL SANTA TEREZINHA !

DIMINUI DRASTICAMENTE NÚMERO DE ATENDIMENTOS DE PACIENTES DA TRAUMATO ORTOPEDIA NO HOSPITAL SANTA TEREZINHA !

- Depois de desmontar os “Serviços de Atendimentos Ambulatoriais e Cirúrgicos” do setor de Traumato/Ortopedia do “HST”, que era TERCEIRO MAIOR SERVIÇO NESTA ÁREA NO ESTADO, que funcionava há 16 anos, lançaram uma Concorrência Pública de nº 36/2017 para a contratação de novos serviços e NINGUÉM ou NENHUMA EMPRESA apareceu para CONCORRER a proposta !!!


- “Sem mel e sem porongo”, o Diretor Executivo do “HST” lançou mão, como de hábito o faz, de CONTRATAR SERVIÇOS EM CARATER EMERGENCIAL para suprir esta lacuna !!!
- Realizou o “Contrato Emergencial” com a Empresa “ORTO TRAUMA, Avenida Érico Veríssimo 466, PORTO ALEGRE, RS”.

Aliás, suas tentativas, neste tipo de procedimento, ao longo do tempo quase sempre se tornaram em “Processos Judiciais”, recentes ou antigos.

- De uma hora para a outra, na data de 18 de Agosto deixaria, e deixará o “HST”, sem serviços de atendimento em Traumato/Ortopedia e isto tinha que ser resolvido.  

-Argumenta o Diretor Executivo do Hospital que o Prefeito Schmidt deu-lhe a incumbência e aos outros Doutos Administradores de tirar este do Vermelho Econômico/Finaceiro !!!

-“Sem saída ou alternativa para o problema”, resolve este em ...

DIMINUIR OS ATENDIMENTOS AMBULATORIAIS E CIRÚRGICOS EM VEZ DEMANTE-LOS OU AMPLIA-LOS ! 

- Uma decisão deste porte é algo que foge de qualquer limite do bom senso administrativo e social, uma verdadeira “improbidade administrativa”, prevista na Lei 8.429, de 2 de Junho de 1992, artigos 9º ao 11, Lei da Improbidade Administrativa e a Lei de Responsabilidade Fiscal  101/2000.

QUANDO TODO O MUNDO, NO PAÍS, RECLAMA PELO AUMENTO DE SERVIÇOS PRESTADOS AOS USUÁRIOS DO SUS, MORMENTE NA ÁREA DE TRAUMATO/ORTOPEDIA, A DIREÇÃO EXECUTIVA DO “HST” ACHA
COMO SOLUÇÃO A “DIMINUIÇÃO DESTES SERVIÇOS” !?!
 A DEMANDA REPRIMIDA ESTÁ EM 5 ANOS PARA UMA CIRURGIA ELETIVA.
OS MUTIRÕES REALIZADOS PARA CIRÚGIAS ELETIVAS DE JOELHO E QUADRIL, FEITAS NO “HST” ESTAVAM REDUZINDO O PRAZO DE 5 PARA 2 ANOS !!!

- AS SOLUÇÕES "BRILHANTES", SERÃO ESTAS:

- O Atendimento Ambulatorial vai ser REDUZIDO de 350 pacientes/dia para 91 pacientes dias !!!
REDUÇÃO DE 74% NOS ATENDIMENTOS AMBULATORIAIS.

- As Cirurgias Ortopédicas serão REDUZIDAS de 300/mês para 280 Cirurgias/mês !!!
REDUÇÃO DE 7% NAS CIRURGIAS ORTOPÉDICAS

- Redução de 25 funcionários que não custavam nada para a folha do “HST” para 10 funcionários que recebem salários na folha de pagamento do hospital.
REDUÇÃO DE 60% do NÚMERO DE FUNCIONÁRIOS 
NO ATENDIMENTO

- O QUE SERÁ FEITO COM OS PACIENTES QUE ESTÃO EM TRATAMENTO, QUE SÃO DEZENAS !?!

Detalhamento destes procedimentos:

SISTEMA ANTERIOR FUNCIONANDO 16 ANOS
SISTEMA A SER IMPLANTADO AGORA
Atendimento AMBULATORIAL 350 PACIENTES/DIA
Atendimento AMBULATORIAL 91 PACIENTES/DIA
CIRUGIASNAS ESPECIALIDADES  300/MÊS
REDUÇÃO DE CIRURGIAS PARA  280/MÊS
DESPESAS 2017 = R$ 10 MILHÕES, SUS
DESPESAS 2017 = R$ 7 MILHÕES VIA SUS
CUSTOS P/ O HOSPITAL R$ 0,00
CUSTOS P/ O HOSPITAL + R$ 300 MIL/MÊS
CUSTOS DE MÉDICOS, FUNCIONÁRIOS, INSTRUMENTAL, INSUMOS P/ “HST” R$ 0,00
O “HST” DEVERÁ ARCAR COM TODAS AS DESPESAS DE PESSOAL, MÉDICOS, INSTRUMENTAL E INSUMOS.
EQUIPE: 10 MÉDICOS E 25 FUNCIONÁRIOS CUSTO P/ O “HST” R$ 0,00
QUANTOS MÉDICOS ? E 10 FUNCIONÁRIOS FORMARÃO A PRÓXIMA EQUIPE E QUAL  CUSTO OPERACIONAL
P/ O “HST” R$ ?
LUCRO LÍQUIDO DO HOSPITAL R$ 250 MIL/MÊS = R$ 3 MILHÕES/ANO PAGO PELA EMPRESA PRESTADORA DE SERVIÇOS.
NO CONTRATO EMERGENCIAL AGORA A SER VIGENTE “QUAL SERÁ O LUCRO DO “HST” COM ESTA NOVA EMPRESA ??? R$ ?

O QUE PODERÁ OCORRER PARA A ADMINISTRAÇÃO MUNICIPAL DE ERECHIM COM ESTES PROCEDIMENTOS !

- O Número maior de pacientes do “SUS” Sistema Único de Saúde são originados dos Municípios da AMAU – Associação dos Municípios do Alto Uruguai e são muito mais que 91 pacientes/dia, para onde estes serão encaminhados !?! Com certeza a AMAU criará uma situação de constrangimento político ao governo Schmidt/Lando reclamando, agora, pela diminuição do atendimento !!!

- Segundo esta atitude da Direção Executiva do “HST”, em vez de “tirar o Hospital do vermelho”, como pretende o Prefeito, só vai aumentar o déficit, o que é simples de deduzir pelos dados que foram publicados:





COMPOSIÇÃO DO DÉFICIT PREVISTO PARA 2017 DO HOSPITAL SANTA TEREZINHA:

-DÉFICIT DE 2016                                   R$    5.294.323,07
-RENÚNCIA DE RECEITA DO SERVIÇO DE ORTOPEDIA                                                                   R$   3.000.000,00
-CONTRATAÇÃO DE NOVOS MÉDICOS PARA O SERVIÇO DE ORTOPEDIA                      R$   1.800.000.00
- DIFERENÇA A MENOR, ENTRE RECEITA E DESPESAS EM 2017 ....(SUS)                                    R$   7.014.074,99    -----------------------------------------------------------------------------
TOTAL DO DÉFICIT OPERACIONAL DO “HST” EM 2017                                                                    R$ 17.108.398.06

- DÉFICIT OPERACIONAL PREVISTO DO HST EM 2017
PASSA DE R$ 1,4 MILHÃO/MÊS



- Ainda deverão ser somadas nestes valores deficitários, novas despesas com pessoal, instrumental e insumos para o atendimento dos pacientes, despesas estas que não existiam e que eram suportadas pela Empresa que prestava estes serviços.

- Se poderá ter o “O ECO POLÍTICO NEGATIVO” contra o Governo Municipal pela “redução dos atendimentos de serviços no hospital”. Prato cheio para a “Oposição” ao atual governo municipal, e também porque o dinheiro gasto no atendimento circulava em Erechim e Região, agora irá para Porto Alegre !!!

- Finalmente, com certeza, os pacientes que não forem atendidos pelo Serviço de Traumatologia e Ortopedia, farão a volta na quadra e irão buscar ATENDIMENTO NO JÁ SUPERLOTADO DO PRONTO SOCORRO DO HOSPITAL.

- Salvo Melhor Juízo deverão vir apontamentos do TCE Tribunal de Contas do Estado e outros Organismos de Controle das Contas Públicas sobre improbidade administrativa do ato feito.

- Tomara que estejamos equivocados, mas os valores financeiros são todos oriundos de fontes da Administração Municipal, não sabemos se o “HST” aguenta mais uma decisão igual a esta tomada com o Serviço de Traumatologia e Ortopedia !?!

Soluções devem existir, mas os “Remédios poderão ser doloridos demais, política e administrativamente”, talvez ninguém esteja encorajado a aplica-los !

  Tchau, boa semana.